Scroll Top

 Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Bíblia de Estudo Online

2 Coríntios 3 Estudo: O Espírito Santo e a Liberdade

2 Coríntios 3 Estudo: O Espírito Santo e a Liberdade

Em 2 Coríntios 3, Paulo começa dizendo que os Coríntios são cartas de recomendação do seu ministério. E estas são cartas vivas escritas no coração do apóstolo.

Diante disso, ele revela qual é o segredo do sucesso do seu ministério: a capacitação que vem de Deus e a vivificação do Espírito Santo.

Paulo mostra que o ministério do Espírito Santo é muito superior ao ministério da Lei. Isto porque o ministério do Espírito Santo inspira liberdade (Ver 2 Coríntios 2 Estudo).

2 Coríntios 3.1 – 4: Cartas vivas

1 Será que com isso estamos começando a nos recomendar a nós mesmos novamente? Será que precisamos, como alguns, de cartas de recomendação para vocês ou da parte de vocês?

2 Vocês mesmos são a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos.

3 Vocês demonstram que são uma carta de Cristo, resultado do nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de corações humanos.

4 Tal é a confiança que temos diante de Deus, por meio de Cristo.

2 Coríntios 3.5 – 7: A nossa capacidade vem de Deus

5 Não que possamos reivindicar qualquer coisa com base em nossos próprios méritos, mas a nossa capacidade vem de Deus.

6 Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica.

7 O ministério que trouxe a morte foi gravado com letras em pedras; mas esse ministério veio com tal glória que os israelitas não podiam fixar os olhos na face de Moisés, por causa do resplendor do seu rosto, ainda que desvanecente.

2 Coríntios 3.8 – 12: O ministério do Espírito Santo

8 Não será o ministério do Espírito ainda muito mais glorioso?

9 Se era glorioso o ministério que trouxe condenação, quanto mais glorioso será o ministério que produz justificação!

10 Pois o que outrora foi glorioso, agora não tem glória, em comparação com a glória insuperável.

11 E se o que estava se desvanecendo se manifestou com glória, quanto maior será a glória do que permanece!

12 Portanto, visto que temos tal esperança, mostramos muita confiança.

2 Coríntios 3.13 – 18: O Espírito Santo e a liberdade

13 Não somos como Moisés, que colocava um véu sobre a face para que os israelitas não contemplassem o resplendor que se desvanecia.

14 Na verdade a mente deles se fechou, pois até hoje o mesmo véu permanece quando é lida a antiga aliança. Não foi retirado, porque é somente em Cristo que ele é removido.

15 De fato, até o dia de hoje, quando Moisés é lido, um véu cobre os seus corações.

16 Mas quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado.

17 Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade.

18 E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.