Bíblia de Estudo Online

Lucas 11 Estudo: A Oração do Pai Nosso

Lucas 11.1 – 4: Os discípulos pedem a Jesus Cristo que lhes ensine a orar. Ao ver a necessidade e o anseio deles, o Senhor lhes apresenta a conhecida: oração do Pai nosso.

A intenção de Jesus não é que nós fiquemos repetindo esta oração o tempo todo, seu desejo é que sejamos capazes de compreender os princípios que estão contidos nesta oração.

Lucas 11.5 – 8: Jesus Cristo continua ensinando aos seus discípulos sobre a importância da oração. Daí ele conta a parábola do amigo persistente para ilustrar como a oração deve ser praticada.

Lucas 11.9 – 13: Jesus Cristo estimula seus discípulos a perseverarem em oração. Ela deve ser uma prática constante e indispensável.

O Senhor mostra que qualquer que seja a necessidade, dificuldade, impedimento, enfim tudo deve ser apresentado a Deus em oração, pois ele tem o maior prazer de ouvir a seus filhos.

Lucas 11.14 – 26: Jesus Cristo é acusado de expulsar demônios com autoridade dada por Belzebu. A partir daí ele dá um profundo ensinamento sobre a divisão.

Não há nada que se desenvolva quando no seu núcleo há divisão. O crescimento sadio exige unidade. Ou seja, não é possível que o reino das trevas lute consigo mesmo.

Lucas 11.27,28: Em dado momento uma mulher da multidão exclamou: “Feliz é a mulher que te deu à luz e te amamentou”.

A resposta de Jesus é surpreendente. Ele deixa claro que mais feliz é quem ouve a Palavra de Deus e a pratica.

O que aprendo?

Que Jesus não é um narcisista louco por admiração e prestígio. Seu principal objetivo é que os verdadeiros adoradores o adorem em espírito e em verdade.

Lucas 11.29 – 32: Algumas pessoas cercam Jesus e lhe pedem sinais. Mas ele nega. Jesus anuncia que os sinais que lhes serão dados serão os das Escrituras.

Desde o Gênesis até os seus dias, o que eles veriam de agora em diante é cumprimento do que foi dito pelos profetas.

Lucas 11.33 – 36: Para saber mais sobre este trecho assista: O DEUS QUE AMPLIA A NOSSA VISÃO.

Lucas 11.37 – 41: Um fariseu convida Jesus Cristo para uma refeição mas percebe que ele não se purifica cerimonialmente.

Conhecendo o seu pensamento, Jesus lhe diz que mais importante do que um corpo limpo é um interior limpo. Os fariseus eram conhecidos por seu zelo extremo a Lei e também por sua hipocrisia.

Lucas 11.42 – 54: Jesus Cristo anuncia uma série de juízos severos contra os fariseus e contra sua conduta religiosa. (Ver Lucas 10 Estudo)

 

Lucas 11.1 – 4: A oração do Pai nosso

1 Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: “Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele”.

2 Ele lhes disse: Quando vocês orarem, digam: Pai! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino.

3 Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.

4 Perdoa-nos os nossos pecados, pois também perdoamos a todos os que nos devem. E não nos deixes cair em tentação.

Lucas 11.5 – 8: A parábola do amigo persistente

5 Então lhes disse: Suponham que um de vocês tenha um amigo e que recorra a ele à meia-noite e diga: “Amigo, empreste-me três pães,

6 porque um amigo meu chegou de viagem, e não tenho nada para lhe oferecer”.

7 E o que estiver dentro responda: “Não me incomode. A porta já está fechada, e eu e meus filhos já estamos deitados. Não posso me levantar e lhe dar o que me pede”.

8 Eu lhes digo: Embora ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar.

Lucas 11.9 – 13: A importância da oração

9 Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta.

10 Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.

11 Qual pai, entre vocês, se o filho lhe pedir um peixe, em lugar disso lhe dará uma cobra?

12 Ou se pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está nos céus dará o Espírito Santo a quem o pedir!

Lucas 11.14 – 26: O reino divido

14 Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo falou, e a multidão ficou admirada.

15 Mas alguns deles disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios”.

16 Outros o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu.

17 Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e uma casa dividida contra si mesma cairá.

18 Se Satanás está dividido contra si mesmo, como o seu reino pode subsistir? Digo isso porque vocês estão dizendo que expulso demônios por Belzebu.

19 Se eu expulso demônios por Belzebu, por quem os expulsam os filhos de vocês? Por isso, eles mesmos estarão como juízes sobre vocês.

20 Mas se é pelo dedo de Deus que eu expulso demônios, então chegou a vocês o Reino de Deus.

21 Quando um homem forte, bem armado, guarda sua casa, seus bens estão seguros.

22 Mas quando alguém mais forte o ataca e o vence, tira-lhe a armadura em que confiava e divide os despojos.

23 Aquele que não está comigo é contra mim, e aquele que comigo não ajunta, espalha.

24 Quando um espírito imundo sai de um homem, passa por lugares áridos procurando descanso, e, não o encontrando, diz: “Voltarei para a casa de onde saí”.

25 Quando chega, encontra a casa varrida e em ordem.

26 Então vai e traz outros sete espíritos piores do que ele, e entrando passam a viver ali. E o estado final daquele homem torna-se pior do que o primeiro.

Lucas 11.27,28: Felizes os que ouvem e praticam a Palavra

27 Enquanto Jesus dizia estas coisas, uma mulher da multidão exclamou: “Feliz é a mulher que te deu à luz e te amamentou”.

28 Ele respondeu: “Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem”.

Lucas 11.29 – 32: Jesus Cristo é o Senhor

29 Aumentando a multidão, Jesus começou a dizer: Esta é uma geração perversa. Ela pede um sinal milagroso, mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal de Jonas.

30 Pois assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, o Filho do homem também o será para esta geração.

31 A rainha do Sul se levantará no juízo com os homens desta geração e os condenará, pois ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão, e agora está aqui quem é maior do que Salomão.

32 Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração e a condenarão; pois eles se arrependeram com a pregação de Jonas, e agora está aqui quem é maior do que Jonas.

Lucas 11.33 – 36: Os olhos são a candeia do corpo

33 Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz.

34 Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas.

35 Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas.

36 Logo, se todo o seu corpo estiver cheio de luz, e nenhuma parte dele estiver em trevas, estará completamente iluminado, como quando a luz de uma candeia brilha sobre você.

Lucas 11.37 – 41: Jesus come com um fariseu

37 Tendo terminado de falar, um fariseu o convidou para comer com ele. Então Jesus foi, e reclinou-se à mesa;

38 mas o fariseu, notando que Jesus não se lavara cerimonialmente antes da refeição, ficou surpreso.

39 Então o Senhor lhe disse: Vocês, fariseus, limpam o exterior do copo e do prato, mas interiormente estão cheios de ganância e de maldade.

40 Insensatos! Quem fez o exterior não fez também o interior?

41 Mas dêem o que está dentro do prato como esmola, e verão que tudo lhes ficará limpo.

Lucas 11.42 – 54: O juízo de Jesus contra os fariseus

42 Ai de vocês, fariseus, porque dão a Deus o dízimo da hortelã, da arruda e de toda a sorte de hortaliças, mas desprezam a justiça e o amor de Deus! Vocês deviam praticar estas coisas, sem deixar de fazer aquelas.

43 Ai de vocês, fariseus, porque amam os lugares de honra nas sinagogas e as saudações em público!

44 “Ai de vocês, porque são como túmulos que não são vistos, por sobre os quais os homens andam sem o saber!”

45 Um dos peritos na lei lhe respondeu: “Mestre, quando dizes essas coisas, insultas também a nós”.

46 “Quanto a vocês, peritos na lei”, disse Jesus, “ai de vocês também! , porque sobrecarregam os homens com fardos que dificilmente eles podem carregar, e vocês mesmos não levantam nem um dedo para ajudá-los.

47 Ai de vocês, porque edificam os túmulos dos profetas, sendo que foram os seus próprios antepassados que os mataram.

48 Assim vocês dão testemunho de que aprovam o que os seus antepassados fizeram. Eles mataram os profetas, e vocês lhes edificam os túmulos.

49 Por isso, Deus disse em sua sabedoria: “Eu lhes mandarei profetas e apóstolos, dos quais eles matarão alguns, e a outros perseguirão”.

50 Pelo que, esta geração será considerada responsável pelo sangue de todos os profetas, derramado desde o princípio do mundo:

51 desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu lhes digo, esta geração será considerada responsável por tudo isso.

52 “Ai de vocês, peritos na lei, porque se apoderaram da chave do conhecimento. Vocês mesmos não entraram e impediram os que estavam prestes a entrar!”

53 Quando Jesus saiu dali, os fariseus e os mestres da lei começaram a opor-se fortemente a ele e a interrogá-lo com muitas perguntas,

54 esperando apanhá-lo em algo que dissesse.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.