Bíblia de Estudo Online

Lucas 14 Estudo: O Valor da Humildade

Lucas 14.1 – 6: Jesus Cristo mostra mais uma vez que o sábado é mais um dia em que louvamos a Deus por sua bondade e temos a oportunidade de fazer o bem.

Nesta ocasião, o Senhor cura um homem inchado. Os fariseus como sempre ficam irritados com sua atitude e o Mestre questiona:

“Se um de vocês tiver um filho ou um boi, e este cair num poço no dia de sábado, não irá tirá-lo imediatamente?”

Uma das coisas que mais irrita a Deus é a hipocrisia. Não podemos servir ao Senhor com fingimento, ou cobrando de outros, atitudes que nós não praticamos.

Lucas 14.7 – 11: Uma das maiores lições dos ensinamentos de Jesus é a humildade. O ser humano por natureza deseja a honra, o lugar de destaque, o reconhecimento.

Nesta passagem ele nos ensina que a honra deve ser algo natural. Ou seja, devemos viver de maneira excelente e continuamente dar o nosso melhor.

Se em virtude disso formos honrados, estamos colhendo o fruto do nosso empenho. Se porém quisermos honra apenas por vaidade, rapidamente seremos envergonhados.

Lucas 14.12 – 15: Ainda falando sobre honra, o Senhor Jesus Cristo dá um exemplo de quem devemos convidar para um banquete.

Normalmente convidamos pessoas chegadas, queridas e que já fazem parte do nosso círculo de convivência.

Jesus contraria este pensamento e nos estimula a fazer diferente. Devemos convidar aqueles que precisam de nós. Pessoas fragilizadas, em situação difícil.

Mas por quê?

O momento de refeição é sagrado. É um momento familiar. De aconchego, gratidão, relacionamento (Ver Estudo Bíblico Sobre Comunhão Entre os Irmãos).

Ao convidar alguém fragilizado você está se mostrando à disposição. Aberto para ajudar, acolher, abraçar. É uma demonstração de cuidado, amor e amizade.

Observe que no Salmo 23, o supremo Pastor prepara uma mesa para o viajante que fugia de seus inimigos:

“Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo a minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice”. (Salmos 23:5)

Convidar alguém fragilizado para uma refeição com você é uma excelente forma de evangelismo.

Lucas 14.16 – 24: Na parábola da grande festa, Jesus Cristo mostra a atitude de Deus para com Israel. O povo que recebeu a revelação inicial de Deus o desprezou ao longo do tempo.

Sendo assim, Deus enviou seu Filho Jesus para expandir o convite e atrair para o Reino de Deus, gente de todas as nações.

Israel perdeu a exclusividade na eleição. Agora “”todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. (Romanos 10:13)

Lucas 14.25 – 35: O Senhor Jesus Cristo fala abertamente sobre as renúncias que teremos de fazer para segui-lo. E devemos fazer isso diariamente.

Muitas pessoas hoje, acreditam que podem escolher o que viver no Evangelho. Na verdade, é uma vida tão comum que nem chega a parecer com o cristianismo.

Mas Jesus diz: “E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo”.

Ou seja, renúncia, morte diária, descontentamento com as “modas do mundo”, a inimizade com o mundo, denúncia ao pecado e amor ao pecador, são as marcas de um verdadeiro cristão (Ver Estudo Bíblico Sobre Caráter Cristão).

Portanto, não ceda a uma vida cristã corrupta e cheia de pecado. Seja um verdadeiro servo de Jesus Cristo, porque certamente valerá muito a pena. (Ver Lucas 13 Estudo)

 

Lucas 14.1 – 6: Jesus cura no sábado

1 Certo sábado, entrando Jesus para comer na casa de um fariseu importante, observavam-no atentamente.

2 À frente dele estava um homem doente, com o corpo inchado.

3 Jesus perguntou aos fariseus e aos peritos na lei: “É permitido ou não curar no sábado?”

4 Mas eles ficaram em silêncio. Assim, tomando o homem pela mão, Jesus o curou e o mandou embora.

5 Então ele lhes perguntou: “Se um de vocês tiver um filho ou um boi, e este cair num poço no dia de sábado, não irá tirá-lo imediatamente?”

6 E eles nada puderam responder.

Lucas 14.7 – 11: A importância da humildade

7 Quando notou como os convidados escolhiam os lugares de honra à mesa, Jesus lhes contou esta parábola:

8 Quando alguém o convidar para um banquete de casamento, não ocupe o lugar de honra, pois pode ser que tenha sido convidado alguém de maior honra do que você.

9 Se for assim, aquele que convidou os dois virá e lhe dirá: “Dê o lugar a este”. Então, humilhado, você precisará ocupar o lugar menos importante.

10 Mas quando você for convidado, ocupe o lugar menos importante, de forma que, quando vier aquele que o convidou, diga-lhe: “Amigo, passe para um lugar mais importante”. Então você será honrado na presença de todos os convidados.

11 Pois todo o que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado.

Lucas 14.12 – 15: Quem devemos convidar para um banquete

12 Então Jesus disse ao que o tinha convidado: Quando você der um banquete ou jantar, não convide seus amigos, irmãos ou parentes, nem seus vizinhos ricos; se o fizer, eles poderão também, por sua vez, convidá-lo, e assim você será recompensado.

13 Mas, quando der um banquete, convide os pobres, os aleijados, os mancos, e os cegos.

14 Feliz será você, porque estes não têm como retribuir. A sua recompensa virá na ressurreição dos justos.

15 Ao ouvir isso, um dos que estavam à mesa com Jesus, disse-lhe: “Feliz será aquele que comer no banquete do Reino de Deus”.

Lucas 14.16 – 24: Parábola da grande festa

16 Jesus respondeu: Certo homem estava preparando um grande banquete e convidou muitas pessoas.

17 Na hora de começar, enviou seu servo para dizer aos que haviam sido convidados: “Venham, pois tudo já está pronto”.

18 Mas eles começaram, um por um, a apresentar desculpas. O primeiro disse: “Acabei de comprar uma propriedade, e preciso ir vê-la. Por favor, desculpe-me”.

19 Outro disse: “Acabei de comprar cinco juntas de bois e estou indo experimentá-las. Por favor, desculpe-me”.

20 Ainda outro disse: “Acabo de me casar, por isso não posso ir”.

21 O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: “Vá rapidamente para as ruas e becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos”.

22 Disse o servo: “O que o senhor ordenou foi feito, e ainda há lugar”.

23 Então o senhor disse ao servo: “Vá pelos caminhos e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia.

24 Eu lhes digo: Nenhum daqueles que foram convidados provará do meu banquete”.

Lucas 14.25 – 35: O preço de seguir a Jesus Cristo

25 Uma grande multidão ia acompanhando Jesus; este, voltando-se para ela, disse:

26 Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo.

27 E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.

28 Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?

29 Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele,

30 dizendo: “Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar”.

31 Ou, qual é o rei que, pretendendo sair à guerra contra outro rei, primeiro não se assenta e pensa se com dez mil homens é capaz de enfrentar aquele que vem contra ele com vinte mil?

32 Se não for capaz, enviará uma delegação, enquanto o outro ainda está longe, e pedirá um acordo de paz.

33 Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo.

34 O sal é bom, mas se ele perder o sabor, como restaurá-lo?

35 Não serve nem para o solo nem para adubo; é jogado fora. “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça”.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.