Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Bíblia de Estudo Online

Mateus 9 Estudo: Jesus Cura e Perdoa Pecados

Mateus 9 Estudo: Jesus Cura e Perdoa Pecados

Mateus 9.1 – 8: Alguns homens trouxeram um paralitico até Jesus Cristo para que ele o curasse. Mas antes de declarar a cura divina, o Senhor declarou que os pecados daquele homem estavam perdoados.

Isso muito desagradou aos mestres da lei, que acusaram Jesus, em seus pensamentos, de blasfêmia pois apenas Deus pode perdoar pecados.

Jesus que conhece os pensamentos de todos nós e para provar sua autoridade ordenou que aquele homem se levantasse e andasse, e assim foi. Imediatamente ele foi curado.

Ao ver o acontecimento o temor tomou conta do coração da multidão.

Mateus 9.9 – 13: Ao passar na coletoria o Senhor Jesus viu a Mateus sentado e o chamou para segui-lo, imediatamente ele deixou a segurança e a estabilidade de um empregou público federal e seguiu a Jesus.

Em seguida, eles estão comendo com algumas pessoas que os mestres da lei acusam de ser publicanos e pecadores (normalmente na época eram considerados pecadores: prostitutas, trapaceiros, ladrões, mentirosos, beberrões, homossexuais).

Jesus então expõe o sentido da sua vinda a Terra e o propósito da sua missão: “eu não vim chamar justos, mas pecadores”.

Mateus 9.14 – 17: Os discípulos de João Batista questionam o fato de os discípulos de Jesus não jejuarem constantemente, de forma particular.

Jesus Cristo responde que isso é consequência de sua presença pessoal com eles, mas dias viriam em que eles teriam de jejuar.

Jesus estava se referindo aos dias de sua crucificação e a sua volta ao céu.

O Senhor também deixa claro que não é possível que não é possível misturar a lei com a graça. O sistema antigo ao novo, pois um romperá o outro.

Mateus 9.18 – 26: Ver Marcos 5

Mateus 9.27 – 31: Dois cegos se aproximam de Jesus clamando por misericórdia, o desejo deles era ser curado. O Senhor pergunta se eles creem que ele possa fazer aquilo, ao que eles respondem positivamente.

O Senhor Jesus então declara: “Que lhes seja feito segundo a fé que vocês têm!”

A nossa fé determina a nossa colheita de milagres. Se a incredulidade domina a nossa vida, haverá uma infertilidade de milagres. O contrário também é verdade se crermos veremos a glória de Deus.

Mateus 9.32,33: Após expulsar o demônio que mantinha um jovem mudo, o Senhor Jesus Cristo é acusado pelos fariseus de expulsar demônios por demônios.

Precisamos estar atentos e ter discernimento espiritual suficiente para não cometer o mesmo erro. Atribuir as obras de Deus ao Diabo.

É muito importante que tenhamos conhecimento das Escrituras e não sejamos apressados para julgar, pois é muito possível nesta questão cometer equívocos.

Mateus 9.35 – 38: O Senhor Jesus encerra Mateus 9 fazendo um apelo. Após curar muitas pessoas em diversos lugares ele percebe a magnitude da necessidade da humanidade e ao mesmo tempo a falta de pessoas dispostas e aptas para o trabalho.

Jesus compartilha o sentimento dele com os seus discípulos e diz: “Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita”. (Ver Mateus 8 Estudo)

Mateus 9.1 – 8: Jesus cura e perdoa pecados

1 Entrando Jesus num barco, atravessou o mar e foi para a sua cidade.

2 Alguns homens trouxeram-lhe um paralítico, deitado em sua maca. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Tenha bom ânimo, filho; os seus pecados estão perdoados”.

3 Diante disso, alguns mestres da lei disseram a si mesmos: “Este homem está blasfemando!”

4 Conhecendo Jesus seus pensamentos, disse-lhes: Por que vocês pensam maldosamente em seu coração?

5 Que é mais fácil dizer: “Os seus pecados estão perdoados”, ou: “Levante-se e ande”?

6 Mas, para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados” — disse ao paralítico: “Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa”.

7 Ele se levantou e foi.

8 Vendo isso, a multidão ficou cheia de temor e glorificou a Deus, que dera tal autoridade aos homens.

Mateus 9.9 – 13: O chamado de Mateus

9 Saindo, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria, e disse-lhe: “Siga-me”. Mateus levantou-se e o seguiu.

10 Estando Jesus em casa, foram comer com ele e seus discípulos muitos publicanos e pecadores.

11 Vendo isso, os fariseus perguntaram aos discípulos dele: “Por que o mestre de vocês come com publicanos e pecadores?”

12 Ouvindo isso, Jesus disse: Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes.

13 Vão aprender o que significa isto: “Desejo misericórdia, não sacrifícios”. Pois eu não vim chamar justos, mas pecadores.

Mateus 9.14 – 17: Remendo novo em pano velho

14 Então os discípulos de João vieram perguntar-lhe: “Por que nós e os fariseus jejuamos, mas os teus discípulos não?”

15 Jesus respondeu: Como podem os convidados do noivo ficar de luto enquanto o noivo está com eles? Virão dias quando o noivo lhes será tirado; então jejuarão.

16 Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha, pois o remendo forçará a roupa, tornando pior o rasgo.

17 Nem se põe vinho novo em vasilha de couro velha; se o fizer, a vasilha rebentará, o vinho se derramará e a vasilha se estragará. Ao contrário, põe-se vinho novo em vasilha de couro nova; e ambos se conservam.

Mateus 9.18 – 26: Cura da mulher do fluxo de sangue e da filha de Jairo

18 Falava ele ainda quando um dos dirigentes da sinagoga chegou, ajoelhou-se diante dele e disse: “Minha filha acaba de morrer. Vem e impõe a tua mão sobre ela, e ela viverá”.

19 Jesus levantou-se e foi com ele, e também os seus discípulos.

20 Nisso uma mulher que havia doze anos vinha sofrendo de hemorragia, chegou por trás dele e tocou na borda do seu manto,

21 pois dizia a si mesma: “Se eu tão-somente tocar em seu manto, ficarei curada”.

22 Voltando-se, Jesus a viu e disse: “Ânimo, filha, a sua fé a curou!” E desde aquele instante a mulher ficou curada.

23 Quando ele chegou à casa do dirigente da sinagoga e viu os flautistas e a multidão agitada,

24 disse: “Saiam! A menina não está morta, mas dorme”. Todos começaram a rir dele.

25 Depois que a multidão se afastou, ele entrou e tomou a menina pela mão, e ela se levantou.

26 A notícia deste acontecimento espalhou-se por toda aquela região.

Mateus 9.27 – 31: Jesus cura dois cegos

27 Saindo Jesus dali, dois cegos o seguiram, clamando: “Filho de Davi, tem misericórdia de nós!”

28 Entrando ele em casa, os cegos se aproximaram, e ele lhes perguntou: “Vocês crêem que eu sou capaz de fazer isso?” Eles responderam: “Sim, Senhor!”

29 E ele, tocando nos olhos deles, disse: “Que lhes seja feito segundo a fé que vocês têm!”

30 E a visão deles foi restaurada. Então Jesus os advertiu severamente: “Cuidem para que ninguém saiba disso”.

31 Eles, porém, saíram e espalharam a notícia por toda aquela região.

Mateus 9.32,33: Jesus cura um endemoninhado mudo

32 Enquanto eles se retiravam, foi levado a Jesus um homem endemoninhado que não podia falar.

33 Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar. A multidão ficou admirada e disse: “Nunca se viu nada parecido em Israel!”

34 Mas os fariseus diziam: “É pelo príncipe dos demônios que ele expulsa demônios”.

Mateus 9.35 – 38: A colheita é grande e pouco os trabalhadores

35 Jesus ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças.

36 Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor.

37 Então disse aos seus discípulos: A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos.

38 Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.