Scroll Top

 Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Estudos Bíblicos

Estudo Bíblico Sobre Ana Mãe De Samuel: Não Desista De Sonhar!

Ana a mãe do profeta Samuel é um grande exemplo de serva de Deus. De fé. Ana nos ensina que confiando no Senhor tudo é possível. CONFIRA!

Estudo Bíblico Sobre Ana Mãe De Samuel: Não Desista De Sonhar!

Esse estudo bíblico sobre Ana mãe de Samuel, pretende lhe mostrar como enfrentar o impossível e obter vitória, assim como Ana fez.

O exemplo de Ana é fantástico!

A sua impossibilidade para gerar filhos não foi suficiente para fazê-la desistir de acreditar no Senhor Deus.

O Comportamento De Ana Diante Do Impossível

“Houve um homem de Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim, cujo nome era Elcana. 2 E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o da outra Penina. E Penina tinha filhos, porém Ana não os tinha.” (I Samuel 1.1,2)

A história de Ana é o retrato de uma mulher cheia de fé. Com um relacionamento vivo e sincero com Deus, que não abre mão dos bons planos dEle para sua vida.

Ana era uma das esposas de Elcana, a que ele mais amava. A outra era Penina a que gerava filhos. No costume da época era permitido ao marido ter uma segunda esposa caso a primeira fosse estéril. Isso era para garantir a descendência dele.

Era costume de Elcana, todos os anos com toda sua família, sair de Ramataim-Zofim afim de oferecer sacrifícios ao Senhor, para a capital nacional da adoração Siló.

“E sucedeu que no dia em que Elcana sacrificava, dava ele porções a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos, e a todas as suas filhas. Porém a Ana dava uma parte excelente; porque amava a Ana, embora o Senhor lhe tivesse cerrado a madre.” (1 Samuel 1:4,5)

Elcana procurava agradar a Ana de todas as maneiras, por dois motivos por que a amava e porque percebia o semblante triste dela, como se lhe faltasse alguma coisa.

“Então Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos?” (1 Samuel 1:8)

Elcana não entendia a dor de Ana. Ele acreditava que o bom tratamento, as regalias e presentes eram suficientes para satisfazer a Ana.

A insensibilidade espiritual dele não lhe permitia perceber o que realmente importava a ela. O que ele devia fazer era se ajoelhar ao lado dela e orar, junto a ela pedindo um filho.

Por outro lado, Ana não se conformava. Ela queria ver o bom plano de Deus para sua vida sendo cumpridos. Ana não procurava paliativos para sua dor.

O Clamor De Ana Mãe De Samuel

A Oração de Ana Mãe de Samuel

Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente. (1 Samuel 1:10)

Ana não desistiu de buscar ao Senhor mesmo diante de algo impossível. Não podemos deixar de enxergar que a situação fazia Ana sofrer visto que “com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente”. No entanto, ela não se permitia ser sufocada pela aflição.

É importante percebermos na vida que situações extremas exigem atitudes extremas. Então, Ana fez um voto!

“E fez um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. (1 Samuel 1:11)

Perceba que Ana tem um objetivo bastante específico: “à tua serva deres um filho homem”. Ela sabia exatamente o que queria do seu Deus. E deixou bastante claro para Ele que a resposta a esse pedido era para a glória do Seu Nome. Consagrado a ele, visto que “ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha”.

“E sucedeu que, perseverando ela em orar perante o Senhor, Eli observou a sua boca.” (v.v – 12)

A sua oração vai exigir tudo de você! Energia, perseverança, vontade. Ana perseverou em orar perante o Senhor pelo tempo que fosse preciso.

O sacerdote Eli a observava enquanto fazia isso. Você está sendo observado enquanto busca o seu milagre.

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta.” (Hebreus 12:1)

As pessoas querem saber se sua devoção, fé e piedade realmente funcionam. Por muitas vezes você terá de lidar com a incompreensão.

“Porquanto Ana no seu coração falava; só se moviam os seus lábios, porém não se ouvia a sua voz; pelo que Eli a teve por embriagada. E disse-lhe Eli: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti o teu vinho.” (1 Samuel 1:13-14)

Muitos homens e/ou mulheres de Deus não compreenderão a sua dor. Muitas pessoas farão a leitura errada do seu problema.

  • Os amigos de Jó acharam que ele havia pecado
  • Os discípulos queriam saber quem havia pecado para que o cego de nascença fosse cego.
  • Os irmãos de Davi achavam que ele era presunçoso.

Isso deve aumentar a sua carga de oração e comunhão com Deus. Isso te coloca em uma posição que somente o Senhor entende.

“Porém Ana respondeu: Não, senhor meu, eu sou uma mulher atribulada de espírito; nem vinho nem bebida forte tenho bebido; porém tenho derramado a minha alma perante o SENHOR. Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial; porque da multidão dos meus cuidados e do meu desgosto tenho falado até agora.” (1 Samuel 1:15,16)

Ana tem uma clara visão do seu problema. Ana conhece a si mesma.

Você precisa ter um conhecimento claro daquilo que te incomoda para apresentar isso ao Senhor, e para poder se defender.

Ana é uma mulher profundamente consagrada ao Senhor. Ao ouvir a suspeita do sacerdote Eli, ela não xinga, não fica irritada, nem zomba do homem de Deus. Ana responde de forma humilde e respeitosa.

Ana possui uma vida de oração ativa e isso aguça os seus sentidos espirituais.

“Pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. (Efésios 6:12,13)

Ana confia, ama e se relaciona com Deus, daí a facilidade de falar sobre todos as suas preocupações a Ele.

“Então respondeu Eli: Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste. E disse ela: Ache a tua serva graça aos teus olhos. Assim a mulher foi o seu caminho, e comeu, e o seu semblante já não era triste. (1 Samuel 1:17,18)

Nunca rejeite a bênção do homem de Deus! Eli era um sacerdote do Senhor, muito embora fosse reprovado por causa da conduta de seus filhos. Eli representava Deus e as palavras que saíssem de sua boca teriam poder de abençoar e amaldiçoar.

“Do fruto da boca enche-se o estômago do homem; o produto dos lábios o satisfaz. A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto. (Provérbios 18:20,21)

Ao ouvir as justificativas de Ana sobre sua oração Eli disse a Ana: “: Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste.”

Ao ouvir as palavras de bênção que saíram da boca de Eli a atitude de Ana mudou. Ela foi o seu caminho, e comeu, e o seu semblante já não era triste. Isso aconteceu porque ela creu nas palavras do servo de Deus.

“A bênção do Senhor traz riqueza, e não inclui dor alguma.” (Provérbios 10:22)

Nunca despreze as palavras de bênção que saem da boca do seu mentor espiritual.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Ana Transforma Sua Fé Em Atitude

“E levantaram-se de madrugada, e adoraram perante o Senhor, e voltaram, e chegaram à sua casa, em Ramá, e Elcana conheceu a Ana sua mulher, e o Senhor se lembrou dela. E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e deu à luz um filho, ao qual chamou Samuel; porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor. (1 Samuel 1:19,20)

Ana creu! A partir de agora suas atitudes são baseadas na sua fé. Eles levantaram-se de madrugada, e adoraram perante o Senhor. O apóstolo Paulo deu o seguinte conselho:

“Dediquem-se à oração, estejam alertas e sejam agradecidos.” (Colossenses 4:2)

Ana obedeceu exatamente a esse processo. Ela orou, esteve alerta e após receber as palavras de bênção ela agradeceu. Ela e Elcana acordaram de madrugada para oferecer um culto de gratidão a Deus, após isso eles viajaram.

“Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz. Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano. Jesus perguntou: “Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove? Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro? ” Então ele lhe disse: “Levante-se e vá; a sua fé o salvou”. (Lucas 17:15-19)

  • Aprenda a demonstrar gratidão;
  • Deus ama a gratidão;
  • A gratidão antecede o milagre, muitas vezes.

Após isso “Elcana conheceu a Ana sua mulher, e o Senhor se lembrou dela. E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e deu à luz um filho, ao qual chamou Samuel; porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor. (1 Samuel 1:19,20)

O Senhor concedeu o desejo de Ana. Alegrou o coração da serva de Deus.

Ana em mais uma atitude de gratidão põe o nome do menino Samuel; porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor.

“Como é feliz o povo assim abençoado! Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor!” (Salmos 144:15)

O desejo de Deus é alegrar o seu coração!

O Cumprimento Do Voto e a Gratidão De Ana

“E, havendo-o desmamado, tomou-o consigo, com três bezerros, e um efa de farinha, e um odre de vinho, e levou-o à casa do Senhor, em Siló, e era o menino ainda muito criança.” (I Samuel 1.24)

Um ano após o nascimento de Samuel, quando o menino já tinha desmamado e podia viajar, Ana leva ao Templo uma oferta de gratidão ao Senhor.

A liberalidade de Ana não estava condicionada a sua necessidade. Ana é liberal antes e depois do milagre.

Cultive a semente da liberalidade em sua vida e você terá acesso a grandes colheitas de bênçãos preparadas pelo Senhor.

“Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente.” (2 Coríntios 9:6)

A sua colheita é proporcional a sua semeadura.

“E disse ela: Ah, meu senhor, viva a tua alma, meu senhor; eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, para orar ao SENHOR. Por este menino orava eu; e o Senhor atendeu à minha petição, que eu lhe tinha feito.” (1 Samuel 1:26,27)

Ana volta para agradecer e conta ao Homem de Deus quem ela é e como ocorreu o milagre.

  • O seu testemunho deve ser contado
  • Compartilhe os pedidos de oração e os milagres
  • Conte ao servo de Deus que ministra sobre sua vida sobre o milagre. Isso fortalecerá seu coração.

Ana Cumpre o Voto e Entrega o Menino a Deus

“Por isso também ao Senhor eu o entreguei, por todos os dias que viver, pois ao Senhor foi pedido. E adorou ali ao Senhor.” (I Samuel 1.28)

Ana não se demorou a cumprir sua promessa. Assim como disse fez.

Após contar seu testemunho ela entrega o menino e adora a Deus.

Ela não caiu na tentação de fazer o voto e descumpri-lo.

“Quando fizeres algum voto ao Senhor teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o Senhor teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado.” (Deuteronômio 23:21)

Não faça aliança com Deus se não estiver disposto a cumprir sua parte no acordo. Deus é fiel. A parte dEle sempre é garantida, e a sua?

A Oração De Ana

“Então orou Ana, e disse: O meu coração exulta ao SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação.” (I Samuel 2.1)

Ana alegra-se em Deus! O fato de ter sua oração respondida mostra a ela que sua fé não é vazia, sem propósito, inútil. Há um grande Deus no céu que a ouve.

Ana é poderosa em Deus. Após humilhações, desprezo e vergonha ela pode cantar e adorar. Ela proclama em alto e bom som o que o Senhor fez por ela. “A minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação”.

Ela declara palavras de vitória sobre seus inimigos.

“Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus. Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o Senhor é o Deus de conhecimento, e por ele são as obras pesadas na balança. O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. (1 Samuel 2:2-4)

A confiança de Ana em Deus é levada para outro nível. Ela confia completamente no julgamento do Senhor. Ela sabe que não há força humana que resista ao poder de Deus.

“Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos; até a estéril deu à luz sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu. O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela. O Senhor empobrece e enriquece; abaixa e também exalta. Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do Senhor são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo. (1 Samuel 2:5-8)

Ana contempla a situação por um ângulo totalmente diferente. Quem estava por cima, zombando do sofrimento dos filhos de Deus, agora está enfraquecido.

Ela reconhece a soberania do Senhor em tudo. Reconhece que não há causa perdida para ele. A visão espiritual de Ana é alargada a medida que ela se ntrega a oração, ela então declara que Deus é poderoso para mudar completamente o nosso futuro.

“Os pés dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força. Os que contendem com o Senhor serão quebrantados, desde os céus trovejará sobre eles; o Senhor julgará as extremidades da terra; e dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido. (1 Samuel 2:9,10)

Ana declara que o Senhor tem compromisso com quem lhe serve. Reconhece mais uma vez que o esforço humano não é suficiente para alcançar o favor de Deus e que não há força humana, suficiente para contender com Ele.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

A Colheita De Ana

“Porém Samuel ministrava perante o Senhor, sendo ainda jovem, vestido com um éfode de linho. E sua mãe lhe fazia uma túnica pequena, e de ano em ano lhe trazia, quando com seu marido subia para oferecer o sacrifício anual. (1 Samuel 2:18,19)

O pedido de Ana alcançou o coração de Deus e ela deu à luz a um milagre. Samuel não era apenas o filho de Ana.

Samuel se tornou profeta, juiz e sacerdote de Israel. Samuel era a única pessoa com quem Deus falava em um tempo em que as visões eram raras e Deus não falava com ninguém (I Samuel 3.1)

Nisto se cumpre totalmente o que diz o apóstolo Paulo:

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera”. (Efésios 3:20)

O Senhor não quer te dar migalhas. Ele quer te dar coisas infinitamente maiores do que as que você pede.

A sua fé, oração, culto e liberalidade são determinantes nesse processo.

Ana cuidava de seu filho, do seu milagre!

Cultive, cuide bem das boas coisas que o Senhor tem te dado. Se você for fiel sobre o pouco ele te colocará sobre o muito (Lucas 16.10)

Mesmo após ser abençoada Ana permanece liberal. Ela permaneceu indo ao Templo uma vez ao ano, para oferecer sacrifício como era o seu costume.

Ana não era um “interesseira espiritual”, o que ela fazia antes de receber a bênção ela continua fazendo após ser abençoada.

“E Eli abençoava a Elcana e a sua mulher, e dizia: O Senhor te dê descendência desta mulher, pela petição que fez ao Senhor. E voltavam para o seu lugar. Visitou, pois, o Senhor a Ana, que concebeu, e deu à luz três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do Senhor.” (1 Samuel 2:20,21)

Após o milagre Elcana e Ana continuaram recebendo as palavras de bênção do Servo de Deus. Ou seja, a corrente de bênção continuaria fluindo.

Isso fez com que Ana pedisse um filho e recebesse seis! Glória a Deus!

Muitas pessoas após receberam a bênção acabam se afastando do Servo de Deus, do Templo. Cortando o fluxo da corrente de bênçãos.

Permaneça perto da corrente de bênçãos!

O Senhor tem um manancial inesgotável e como já vimos Ele deseja te dar muita mais além do que você tem pedido.

Conclusão

A vida de Ana mãe de Samuel é inspiradora e possui lições preciosas para nossa própria vida.

  • Não devemos desistir dos sonhos que glorificam a Deus
  • Não devemos dar ouvidos aos opositores
  • Devemos esperar sempre a providência do Senhor

Espero que tenha gostado. Na verdade, eu gostaria de saber qual a sua opinião.

Deixe seu comentário. Tem algo a acrescentar? Comente!

Deus abençoe!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.