Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Jesus

Jesus ensina: O CÉU É PARA PECADORES REMIDOS

Jesus ensina: O CÉU É PARA PECADORES REMIDOS

“Ou é mau o teu olho porque eu sou bom?” (Mateus 20.15).

Na parábola dos trabalhadores contada pelo Senhor Jesus em Mateus 20, um pai de família saiu de madrugada para contratar trabalhadores. Ao final do dia, ele havia contratado trabalhadores em diversos horários, até mesmo às cinco da tarde (hora undécima), sendo que o expediente seria encerrado as seis. Os que haviam sido contratados primeiro achavam que receberiam mais do que os últimos, pois eles haviam trabalhado mais. Justo não?

Não quando se trata do Reino dos céus, e da vida eterna.

Um bom exemplo se concretizou hoje mesmo, no dia em que escrevo este artigo. Um senhor de noventa e seis anos e profundamente enfermo, recebeu a visita de um grupo de evangelismo, ocasião na qual entregou sua vida a Jesus. Duas semanas depois, isto é hoje, sua vida foi recolhida à glória.

Vai para o mesmo céu que o apóstolo Paulo.

O que acha?

Consegue sentir sua consciência em estado de alerta. Ouve sussurros, dentro de você: “Mas o apóstolo Paulo… esse senhor nunca poderá ser comparado a ele. Ele é o maior de todos os apóstolos. Olhe o que Paulo fez pelo cristianismo”.

Mas… antes, veja o que o cristianismo fez por ele. Certamente o apóstolo de Tarso da Cilícia receberá maiores recompensas no céu do que este ancião que eu nem sei o nome. Porém, em minha opinião, a parte mais inferior do céu é melhor do que a parte mais nobre do inferno. A maior recompensa do céu é Cristo, e disso ninguém será privado.

Não é uma boa mensagem para os legalistas. Para aqueles que por algum motivo acham que merecem o céu.

“Bem…Eu sou muito santo (com voz de locutor)”. “Ham, você não sabe o que eu represento para minha congregação”. “Eu já sofri muito pelo Evangelho”.

O poder da graça…

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2.8,9).

Nosso desempenho enquanto cristãos, não é capaz de nos tornar merecedores do céu. Somente a graça tem esse poder.

Portanto não se escandalize ao encontrar aqueles que foram chamados às cinco da tarde. Jesus inaugurou o paraíso com um ladrão moribundo que nunca soube agradar a Deus, mas que foi o único a reconhecê-lo na hora em que os religiosos o matavam.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.