Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Jesus

Jesus Nos Ensina a Não Perder o Foco

Jesus Nos Ensina a Não Perder o Foco

Sem rumo…

Assim ficaram os seguidores de Jesus. A sua morte havia provocado uma pane em suas bússolas espirituais, e ninguém parecia saber para onde ir.

Dois discípulos conversavam sobre o assunto enquanto caminhavam e iam à Emaús – que ficava a cerca de dez quilômetros de Jerusalém – até que alguém se aproximou. E perguntou?

“Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós e por que estais tristes? E, respondendo um, cujo nome era Cleopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias? E ele lhes perguntou: Quais?” (Lucas 24.17-19).

“Como esse estrangeiro não sabia? Não assistiu ao noticiário?”

Jesus de Nazaré

“Galileu que se auto-intitulava: Cristo, foi executado na última sexta-feira, após votação popular em lugar do perigoso Barrabás. A sua apreensão se deu na quinta-feira à noite, enquanto estava em um jardim nas cercanias de Jerusalém, mas especificamente: Getsêmani.

Era a notícia mais comentada. Uma espécie de “11 de setembro” (será que houve alguém aquele dia que não ficou sabendo da queda das torres-gêmeas?). A Perturbação pairava no ar. Para os discípulos de Jesus restava a sensação do: “E agora?”

Visão embaçada. Futuro incerto. Será que não era uma boa voltar à velha vida? Como Pedro, Natanael e os outros? (João 21. 2,3).

Até que… Ele lhes disse: “Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura, não convinha que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras” (Lucas 24.25-27).

“É verdade!”. E talvez, um suspiro…

Perdemos o foco ao desviar a visão. Prático!

Tememos à escassez, à fome, por esquecermos de que com cinco pães e dois peixinhos o Senhor Jesus é capaz de alimentar multidões. Tememos à morte quando esquecemos que, aquele que nele crê, ainda que esteja morto viverá.

A quem estamos dando ouvidos? No que temos colocado o nosso foco? Nossa atenção?

No noticiário? Nos escândalos religiosos? Ou… Em Jesus Cristo.

Dê ouvidos à multidão e verá a morte. Fixe os olhos na Palavra e verá a Deus.

E fique atento… Talvez seja Jesus o próximo estrangeiro a partir o pão em sua casa.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.