Scroll Top

 Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Jesus

Maria Mãe de Jesus: Quem Foi Maria Mãe de Jesus na Bíblia?

Maria Mãe de Jesus: Quem Foi Maria Mãe de Jesus na Bíblia?

Maria Mãe de Jesus é com certeza a mulher mais importante da Bíblia. Neste estudo bíblico a minha intenção é apresentar a visão Bíblica do assunto. Lembrando que há duas visões sobre Maria mãe de Jesus: a visão bíblica e a tradição católica. Deixo claro que fica completamente a seu critério escolher qual dos dois seguir.

Neste estudo bíblico sobre maria mãe de jesus veremos:

  • Quem foi maria mãe de jesus?
  • A Virgem Maria
  • Jesus e maria
  • Maria teve outros Filhos?
  • Maria Mãe de Jesus Está Viva?
  • Maria Mãe de Jesus Intercede por nós?
  • Maria Mãe de Jesus: Deve ser Reverenciada ou Respeitada?
  • Maria Mãe de Jesus Opera Milagres?

Quem Foi Maria Mãe de Jesus?

A uma virgem prometida em casamento a certo homem chamado José, descendente de Davi. O nome da virgem era Maria. O anjo, aproximando-se dela, disse: “Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! ” (Lucas 1:27,28)

A vida de maria mãe de jesus era a de uma típica jovem judia na Palestina. Lembrando que o contexto cultural de maria mãe de Jesus não valorizava as mulheres socialmente.

Dentre tantas coisas elas não tinham direito de voto, não eram incluídas nos sensos, e dificilmente tinham acesso a trabalho formal. Normalmente cuidavam de casa e sua principal função era gerar filhos.

Contudo, Maria mãe de Jesus se destacou celestialmente. Ela chamou a atenção de Deus com seu comportamento, com a sua fidelidade.

Ao apresentar-se a ela o anjo Gabriel a saudou dizendo: “Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! “.

Na ocasião da visita angelical, Maria era noiva de José. A notícia vinda do céu é que causaria uma mudança extraordinária nos planos do casal.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

A Virgem Maria

Perguntou Maria ao anjo: “Como acontecerá isso, se sou virgem? ” (Lucas 1:34)

O anjo Gabriel veio anunciar a Maria o nascimento de Jesus. Isso, porém a deixou confusa, a princípio. O fato é que ela não se relacionava sexualmente com ninguém. Ou seja, a virgem Maria se viu diante de algo sem precedentes.

No decorrer da conversa o anjo Gabriel explica que isso se dará de forma sobrenatural, como cumprimento da promessa feita através do profeta Isaías que diz:

“A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel” que significa “Deus conosco”. (Mateus 1:23)

O mais interessante é a atitude de Maria mãe de Jesus ao final do discurso do anjo. “Respondeu Maria: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra”. Então o anjo a deixou”. (Lucas 1.38).

Ao aceitar a vontade de Deus para sua vida Maria conhecia os riscos. Era algo como pular do alto do Kilimanjaro sem paraquedas. Em sua época a mulher que engravidasse fora do casamento poderia ser apedrejada e morta.

É interessante notar que ela não consulta a José. Ou seja, a experiência sobrenatural que teve foi o suficiente para lhe dar confiança. 

Jesus e Maria

Falava ainda Jesus à multidão quando sua mãe e seus irmãos chegaram do lado de fora, querendo falar com ele. Alguém lhe disse: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo”.

“Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos? “, perguntou ele. E, estendendo a mão para os discípulos, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos! Pois quem faz a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. (Mateus 12:46-50)

A relação de Jesus Cristo e Maria sua mãe, era aparentemente independente, por parte de Jesus. Algo que não condiz muito com a forma traçada nos nossos dias.

A começar de menino, aos 12 anos o Senhor Jesus Cristo ficou tão empolgado na conversa com os doutores da lei que esqueceu de voltar para casa com seus pais. A questão é que eles só perceberam a ausência do menino após um dia de caminhada e só o encontraram três dias depois.

Quantos pais você conhece que caminharia um dia inteiro sem se dar conta dos filhos?

Enfim, muitos anos depois e com o ministério “de vento e popa” Jesus Cristo está ministrando a Palavra de Deus em uma casa, que estava lotada por sinal.

Ninguém entrava. Ninguém saia. Algo comum quando ele estava ensinando era as pessoas serem tomadas pelo encanto de sua doutrina.

Em algum momento alguém o interrompeu e disse: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo”.

Jesus prontamente questionou: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos? “, perguntou ele. E, estendendo a mão para os discípulos, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos! Pois quem faz a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

Obviamente Jesus Cristo me dá razão firmes e fortes para acreditar que Ele não reverenciava Maria, sua mãe como é ensinado nos nossos dias.

Maria Teve Outros Filhos?

Não é este o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, José, Judas e Simão? Não estão aqui conosco as suas irmãs? ” E ficavam escandalizados por causa dele. (Marcos 6:3)

Sim. Após o nascimento de Jesus, Maria continuou a relacionar-se normalmente com José, agora seu marido.

Os frutos dessa relação são apresentados nesse trecho bíblico. Jesus Cristo teve irmãos e irmãs de sangue. Estes não são irmãos de fé ou de convivência. São filhos gerados por Maria mãe de Jesus.

Os fundamentos dessa afirmação estão na Bíblia, pois está escrito: “Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. (Lucas 2:6,7)

Por que Lucas diria que Maria mãe de Jesus, deu à luz ao seu primogênito se ele fosse filho único? Caso Jesus fosse o único filho de Maria a expressão seria: “o unigênito”, visto que ao escrever o Evangelho Lucas já sabia se Maria tinha ou não outros filhos de sangue.

Um outro argumento de que Maria mãe de Jesus teve outros filhos é Mateus 1.25: “Mas não teve relações com ela enquanto ela não deu à luz um filho. E ele lhe pôs o nome de Jesus”.

Ou seja, após o nascimento de Jesus, José e Maria se relacionaram sexualmente como marido e mulher.

Maria Mãe de Jesus Está Viva?

“Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo” (Hebreus 9.27)

Biblicamente falando, Maria mãe de Jesus dorme no Senhor. Isso significa que ela está no paraíso aguardando a manifestação dos filhos de Deus.

Neste estado ela não pode comunicar-se conosco. Veja porque isso acontece lendo a Parábola de Lázaro e o Rico Explicação.

Sendo assim, Maria mãe de Jesus vive porque está em Cristo, mas não interfere no nosso mundo.

Maria Mãe de Jesus Intercede Por Nós? 

Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo. (1 Timóteo 2:5,6)

Nós só temos um intercessor eficaz diante de Deus. Jesus Cristo é o nome dele. Apenas suas petições diante de Deus podem ser apresentadas e ouvidas.

Por que?

Porque ele entregou a si mesmo como propiciação para resgatar nossas almas. Isso só foi perfeitamente possível porque ele não conheceu o pecado.

Embora Maria mãe de Jesus tenha sido agraciada com o nascimento do filho de Deus, ela pecou. Como sei disso?

“Todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Romanos 3:23). Assim como nós Maria também pecou. Por isso morreu e permanece morta.

Jesus Cristo ao contrário morreu e ressuscitou. A morte não pode detê-lo. Por que? Porque ele não conheceu o pecado (2 Coríntios 5:21).

A função de interceder por nós pecadores é do Espírito Santo. O apóstolo Paulo escreve aos Romanos dizendo:

“Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus”. (Romanos 8:26,27)

Portanto se é para pedir ajuda a alguém em oração, peça ao Espírito Santo. O consolador amado. 

Maria Mãe de Jesus: Deve Ser Reverenciada ou Respeitada?

Jesus lhe disse: “Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’”. (Mateus 4:10)

Por toda a Bíblia é muito claro que toda e qualquer espécie de culto, reverência ou adoração a divindade ou pessoa é profundamente condenada por Deus.

Não é em vão que o Senhor Jesus Cristo ao ser tentando pelo diabo, para que lhe adorasse, o repreendeu vorazmente e repetiu o que está escrito: “Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto”.

Portanto, a reverência feita a Maria por meios de imagens, orações, cânticos, cultos, celebrações, marchas, enfim, biblicamente falando está errado.

É algo que a própria Maria mãe de Jesus, caso estivesse entre nós reprovaria. Ela com certeza direcionaria toda essa reverência a seu Filho, Jesus Cristo como fez nas bodas de Caná da Galileia.

Obviamente que isso não anula o respeito que devemos ter a ela. O próprio anjo Gabriel diz que ela é “agraciada”, “bendita”. Podemos aprender lições fantásticas com ela, por ser a mulher mais importante de Bíblia. 

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Maria Mãe de Jesus Opera Milagres?

A vinda desse perverso é segundo a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras. Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. Por essa razão Deus lhes envia um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira, e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça. (2 Tessalonicenses 2:9-12)

Já vimos que Maria mãe de Jesus dorme no Senhor e não interfere na nossa realidade, mas aguarda a consumação dos séculos. Então como explicar os inúmeros milagres a ela atribuídos?

O texto em destaque é uma das chaves, portanto leia-o com atenção. Há outras, mas tornaria o texto extremamente longo.

A questão é que é dado ao espírito do anticristo o poder de enganar as nações, isso com “com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras”. E diz mais: “Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar”.

Nos nossos dias as pessoas são profundamente apegadas ao misticismo. Em contrapartida, rejeitam a verdade. A Bíblia Sagrada. Creem em tudo, menos no que a Bíblia diz.

Isso deixa o Senhor irritado. “Por essa razão Deus lhes envia um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira, e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça”.

O Que Quero Dizer?

Por mais generosos, benevolentes e cheios de amor que sejam os milagres atribuídos a Maria mãe de Jesus, biblicamente falando eles são a manifestação desse engano, com o propósito de tirar a atenção e a glória de Jesus Cristo o Unigênito de Deus.

Conclusão

Maria mãe de Jesus é um grande exemplo de fé, santificação e humildade. Ao aceitar a missão de ser a mãe do Messias ela expôs sua vida sem nenhum reserva. Não colocou impedimentos ao propósito de Deus para a sua vida.

De qualquer forma, por mais fantástica que seja a vida de Maria mãe de Jesus não devemos reverenciá-la. Oferecer cultos, orações, etc. Apenas Jesus Cristo é capaz de fazer a intercessão entre nós e Deus.

Por fim, gostaria de conhecer a sua opinião sobre o assunto. Deixe seu comentário. O que você pensa sobre o que foi dito?

Compartilhe com seus amigos e familiares, além disso “CURTA” a nossa página e INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.