Scroll Top

 Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado (a) sobre novas publicações e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Jesus

O Parecer de Jesus

O Parecer de Jesus

“Não se preocupe filho. Vai ficar tudo bem. Tudo bem!”

Era o que Mike, de apenas onze anos ouvia, pendurado em uma corda a 250 metros do chão. O incidente ocorreu enquanto fazia trilha com os seus pais. Ele escorregou em um barranco, o que só não foi fatal porque ele se segurou às arvores.

Após o resgate, perguntaram-lhe se havia sentido medo. Mike respondeu:

“Um pouco. Me sentia seguro.”

“Como assim?”

“Meu pai faz parte da equipe de resgate; ele me dizia o tempo todo: Vai ficar tudo bem filho. Vai ficar tudo bem.”

Segurança

Não era exatamente o que Jairo sentia aquele dia. Assim que Jesus colocou os pés em terra, grande multidão o cercou.

“E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés e rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva. E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.” (Marcos 5.22-24)

Todos corremos de um lado para o outro, tentando dar o nosso melhor. Tentando estar em evidência. Mas há instituições sobre nós. Autoridades. E muitas das coisas que precisamos, necessitam passar por sua aprovação.

Jairo sabia disso e percebeu que Jesus era o único capaz de livrar sua filha.

O problema?

A concorrência. Muitas pessoas desejavam a atenção do Deus-homem.

“E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.”

Tudo teria sido muito mais simples, não fosse a multidão. A mesma multidão que apertava a Jesus, apertava a alma de Jairo, o tempo estava acabando. Enquanto a mulher do fluxo de sangue testemunhava com alegria. Os sentimentos de Jairo eram espancados pela espera.

Até que…

“Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?” (v.v:35)

“A concorrência venceu. JESUS não pôde chegar a tempo…”

Há situações em nossas vidas que nos colocam exatamente na posição de Jairo. Temos a sensação de que há pessoas mais espirituais que nós, e a estes, Jesus atenderá. Quem sabe até desejamos, como a mulher siro-fenícia, as migalhas que caem da mesa do Senhor.

Suplicamos pelo milagre. Imploramos. “Muda a minha história Jesus”. Mas a multidão aperta a Jesus. Há muitas pessoas à frente na fila. Pessoas melhores, mais dignas… Eles merecem mais.

“Não incomodes mais o Mestre…”

É o sussurro que ouvimos.

O QUE JESUS DIZ?

“E Jesus, tendo ouvido essas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente.” (v.v:36)

Ele garante resultado à nossa fé. Ele nos dá segurança. Jesus é o que diz: “Vai ficar tudo bem meu filho, vai ficar tudo bem.” Ele não apenas joga a corda, Ele é o chefe da equipe de resgate.

Jesus sustentou a fé de Jairo e mostrou que não o havia esquecido.  Que o atender às outras pessoas não era questão de merecimento, mas sim de amor.

Jairo era igualmente importante. E sua filha também.

“Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.” Disse Jesus.

 Todos caçoam dEle.

Não sabiam que para Jesus a morte é como um cochilo. Um conto ligeiro. Uma partitura curta.

“Talitá cumi… Menina, a ti te digo: levanta-te. E logo a menina se levantou e andava… e assombraram-se com grande espanto.”

A palavra final pertence ao Senhor Jesus. Ele assegura resultados a nossa fé.

O que Ele tem dito acerca da sua situação? Qual o seu parecer? Permanece em silêncio?

Então aguarde, porque a última palavra fará a menina se levantar.

Se tu crê, tudo é possível ao que crê.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.